.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Domingo, 9 de Outubro de 2005
Como leitora, continuo a querer saber...

... e, pela 8.ª vez, subscrevo as perguntas feitas pelo Paulo Gorjão e já subscritas por muitos blogues:


“PODE O JORNAL «PÚBLICO» SFF ESCLARECER COM QUEM É QUE FÁTIMA FELGUEIRAS MANTEVE CONTACTOS NO SECRETARIADO NACIONAL DO PS? QUANDO É QUE ESSES CONTACTOS TIVERAM LUGAR? QUEM É QUE INFORMOU JAIME GAMA PREVIAMENTE DA LIBERTAÇÃO DE FÁTIMA FELGUEIRAS?”


E não é por haver quem
deduza e afirme, não sei a partir de quê, que queremos que o “PÚBLICO” revele as suas fontes, que vou deixar de pedir o esclarecimento que considero ser-me devido.
O que me interessa é saber se me convém continuar a comprar/ler o “PÚBLICO” e a confiar no que lá vem noticiado, na certeza de que se algum lapso houver ele será esclarecido, dentro da medida do possível, tão logo seja detectado. Mesmo que não haja desmentido. Tão-só pelo sentido de lisura de quem informa.
É claro que aceito que o jornal erre na interpretação do que lhe é confiado; que as fontes se (ou o) enganem; que os factos noticiados não possam, agora ou nunca, ser provados...
O que não aceito é o silêncio do jornal, perante os seus leitores, como se não seja para eles que existe, como se não seja deles que vive ou, o que é pior, como se os leitores sejam, apenas, um receptáculo acrítico, venerador e obrigado. No mínimo, pagamos para o ler. E se um jornal é um “produto” não abrangido pela “garantia” devida aos “consumidores”, deve, pelo menos, reger-se pelas regras da confiabilidade e do respeito mútuo.

Voltando à dedução acima referida e tentando encontrar-lhe uma razão, será que as perguntas (convém lê-las com atenção) são tão certeiras que só por si conduzem à fonte?... Não tinha dado por isso! Mas não perdi nada, porque, mesmo que assim fosse, não é isso que me interessa saber.

publicado por DespenteadaMental às 22:13
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De OrdisiRaluz a 10 de Outubro de 2005 às 05:00
Impressionante a lista dos blogs que participam desse protesto! Bjs.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds