.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Quinta-feira, 17 de Março de 2005
Como nas marés da vida
Dans la tempete_Benoit Stichelbaut_prints4all com.jpg

Na maré calma, tudo vive em harmonia.
Não se despreza o fraco,
nem se enaltece o forte.
Mude-se o vento ou cesse a bonomia,
resta ao farol ou barco,
para enfrentar a sorte,
se fraco, a dignidade; se forte, a valentia.



(imagem: “Dans la tempête” - Benoit Stichelbaut - prints4all.com)

publicado por DespenteadaMental às 23:29
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De DespenteadaMental a 18 de Março de 2005 às 23:59
JRD, Nada a desculpar, até porque também concordo com a sua afirmação - por vezes, o uso da força é bem pouco valente. Bem pelo contrário!
Abraço.
De DespenteadaMental a 18 de Março de 2005 às 23:52
Moriana, Muitas vezes me surpreendo com o tema 'mar' a saltar-me ao caminho. Só pode ser por tanto gostar dele, das suas cores, dos seus movimentos, dos seus sons. Para convivência mais estreita, também gosto dele calmo, até porque não aprecio 'discussões', nem com o mar ou nem, sobretudo, com o mar ;)
Beijo.
De DespenteadaMental a 18 de Março de 2005 às 23:48
Ordisi, Não entendo o que se passa com os acessos daí para aqui. Será que além do acordo ortográfico, também precisamos de um acordo telegráfico? Diacho de coisa! ;)
Beijo.
De JRD a 18 de Março de 2005 às 15:56
Gostei muito, como sempre, do poema, mas hoje permito-me fazer um comentário diferente:
"A dignidade do fraco é sempre valentia, a valentia do forte, nem sempre...". Digo eu e peço desculpa.
Um abraço
(já sei que estou desculpado)

De moriana a 18 de Março de 2005 às 11:30
O mar, sempre o mar no nosso imaginário. Mas gosto do mar revolto, de coloridos múltiplos, agitado...para olhar. Navegar só com mar sereno.
beijos :))
De OrdisiRaluz a 18 de Março de 2005 às 03:07
Bom que temos novamente maré boa. Feliz por conseguir re-acessar o seu site e ler seus versos. Bjs.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds