.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Quarta-feira, 30 de Março de 2005
Dando as mãos


Correspondendo ao apelo do nosso companheiro ABNÓXIO, transcrevo o seu 'post' de 29 de Março, p.p..

Se concordar com o que é exposto, dê-nos as mãos, para que a roda atinja maior dimensão.


Apelo à inteligência nacional (se é que ainda nos sobra alguma)...

Um professor sozinho na sala de aula é uma tômbola ou uma roleta russa. Nunca se sabe o que poderá sair dali...

Imagine-se uma criança que tem a infelicidade de aturar, durante os quatro anos do 1º Ciclo do Ensino Básico, um(a) professor(a) absolutamente incompetente (e como eu conheço tantos...). Alguém acredita que essa criança, se não estiver familiarmente protegida e ancorada, "sobreviverá" à experiência?... O insucesso escolar radica quase sempre no 1º Ciclo e nessa imposição absurda da monodocência...

Depois, o professor do 1º Ciclo "monodocente" tem de ser, cientificamente, um polivalente. Ele tem de saber como se ensina a ler e a escrever, como se desenvolve o cálculo mental e o raciocínio lógico-matemático, como as aptidões criativas e artísticas das crianças podem ser estimuladas, etc, etc, etc. Ele tem de ser, nos planos científico e pedagógico, um especialista em todas as áreas do currículo. O leitor acredita nisso, nos tempos que correm?... Há alguém que acredite, a principiar pelos próprios professores "monodocentes" do 1º Ciclo?...

Claro que eu não defendo apenas a extinção da "monodocência" e do isolacionismo docente no 1º Ciclo, mas já ficaria muito satisfeito se, num primeiro tempo, fôssemos capazes de acabar de vez com essa tragédia nacional, a mãe de todas as nossas tragédias educativas...

Leitor: se acha que aquilo que eu defendo faz algum sentido, não encolha os ombros - passe palavra. Se tem um blogue, diga de sua justiça. Vamos tentar fazer alguma coisa (é o apelo que lhe faço) para mudar isto.

publicado por DespenteadaMental às 21:45
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De andreia a 3 de Abril de 2005 às 01:58
E é esse mesmo professor do 1ºciclo que dá atenção, afecto, carinho... algo difícil (não impossível)de dar numa relação de 90 m por aula. Qualquer professor em qualquer um dos ciclos tem que gostar muito do que faz. Só através de afectos verdadeiros se estabelece uma relação securizante e forte que supere dificuldades. Em todas as profissões existem pessoas muito competentes e outras não tão competentes.É o mundo que temos.
De DespenteadaMental a 31 de Março de 2005 às 00:06
JRD, Oxalá!!!... Pelos vistos, é bastante necessário.
Abraço.
De JRD a 30 de Março de 2005 às 23:56
Já somos pelo menos três a dar as mãos. Que venham mais "cinco" ou milhares...

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds