.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005
Dos rios e dos homens

Avalanche creek_William Neill.jpg

Não se atribua à nascente
o estreito rumo de um rio
que só quis seguir em frente
e as margens nunca assumiu.

Nunca lhes matou a sede
para não perder torrente.
Nada deu, nada reteve
no seu correr indiferente.

Passou, sem delas levar
sinal de lá ter passado.
Passou, sem nelas deixar
sequer um seixo rolado.

Hoje, é apenas passagem
entre a nascente e o mar.
Só aprendeu a viagem.
Pouco tem a ensinar.


(imagem: “Avalanche creek” - William Neill - art.com)

publicado por DespenteadaMental às 23:04
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Lilian a 22 de Fevereiro de 2006 às 01:40
Olá!

Sou escritora e nesta minha visita ao seu blog noto que você é uma pessoa romântica e gosta de literatura. Quero lhe fazer um convite, para que conheça o meu site de poesias.
www.umamulherumpoema.recantodasletras.com.br
Um grande abraço e sucesso.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds