.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Domingo, 23 de Outubro de 2005
Monotonia outonal
Poet s walk_Henri Silberman.jpg

Este tempo outonal,
pasmado e pardacento,
é música atonal,
é escrita sem acento,
é um torpor total
que habita todo o tempo
e torna tudo igual
- o rubro e o cinzento -,
parece um funeral,
parece um regimento,
sem ricto facial
e sem contentamento.

Neste rimar outonal,
que me acinzentou por dentro,
vou pôr um ponto final.
E é já!... enquanto é tempo...


(imagem: “Poet’s walk" - Henri Silberman –
AllPosters.com)
publicado por DespenteadaMental às 23:18
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De DespenteadaMental a 26 de Outubro de 2005 às 23:16
Ordisi, É verdade, mas a monocromia entedia-me. Beijo e óptima viagem...
De OrdisiRaluz a 24 de Outubro de 2005 às 19:06
Anime-se minha querida Despenteada. O cinza também faz parte das cores...Beijão (de um viajante apressado).
De DespenteadaMental a 24 de Outubro de 2005 às 18:40
Obrigada, Santos Passos. Beijinhos de volta ;)
De Santos Passos a 24 de Outubro de 2005 às 02:10
Muito bom.
Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds