.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Sábado, 12 de Março de 2005
Não é, ainda, o tempo
Memory_Fausto Minestrini_art com.jpg

No meu sótão mental, lá num canto,
aonde vou com todos os cuidados,
guardo um memorial de desencanto
- quadros de vida que não estão catalogados.

Cobre-os um pó fino, como tule,
que vela, mas não tapa nem impede
que os veja de longe e sem que anule
a vontade de adiar, quando esta cede.

Deixarei que o pó lhes amacie os traços,
diminua o relevo, confunda as cores
ou que o tempo me torne os olhos baços
e, onde, hoje, há estilhaços, eu veja flores.

Para quê avivar dores?...



(imagem: “Memory” - Fausto Minestrini – art.com)

publicado por DespenteadaMental às 22:04
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De DespenteadaMental a 15 de Março de 2005 às 00:09
'colapso',
Sabe o que é?... É que as boas memórias, mesmo que densas, são leves, arrumamo-las bem, porque se transportam com facilidade. Agora, as más... o melhor é pousá-las num canto e esperar que o tempo as alivie ;)
Abraço.
De colapso a 14 de Março de 2005 às 11:11
Nao há presente sem passado. E mesmo nas más memorias se aprende a viver melhor. Assim não se faça das más o absoluto como se as boas não existissem. :)
De DespenteadaMental a 14 de Março de 2005 às 00:35
JRD, Por isso, deixo ficar o pó e passar o tempo. Ele fará a sua parte.
Abraço.
De DespenteadaMental a 14 de Março de 2005 às 00:33
'pauxana', Temos de contar com a teimosia delas e aproximarmo-nos devagar, para que não nos tomem de assalto ;)
Abraço.
De DespenteadaMental a 14 de Março de 2005 às 00:31
'mfc', É verdade! O passado, com o tempo, vai ficando difuso e ganhando suavidade.
Abraço.
De DespenteadaMental a 14 de Março de 2005 às 00:25
Armando Ésse, Espero que a viagem tenha decorrido bem. Agradeço os votos de bom fim-de-semana e desejo que o seu também tenha sido bom.
Quanto aos comentários, tem havido problemas, sim, e de vária ordem. Temos de ser pacientes ;)
Abraço.
De JRD a 13 de Março de 2005 às 15:04
Quando, do pó, se consegue recuperar memórias, é porque ainda não é tempo de esquecer.
Abraço
De pauxana a 12 de Março de 2005 às 23:26
Muito bonito! há memórias que às vezes queremos que fiquem guardadas no baú. O problema é que nem sempre as conseguimos lá manter, elas saiem mesmo sem que queiramos.
De mfc a 12 de Março de 2005 às 23:14
Que lindas que podem ser as palavras...
A memória é sempre doce, porque memória!
De Armando a 12 de Março de 2005 às 23:13
Estive ausente do país uma semana, e nos últimos dois dias é um desespero para fazer comentários.
Venho essencialmente desejar-lhe um bom fim de semana.
Um abraço.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds