.posts recentes

. A quem me tem acompanhado...

. A “Praça da Canção”

. “Cântico azul-marinho e v...

. Espiral mental

. Dos rios e dos homens

. Haja coragem!

. Ainda falta muito para ac...

. Má sorte

. Vincent da Rocha Dioh - 1...

. Canção de Amigo para “ami...

.arquivos

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Março 2004

Domingo, 9 de Janeiro de 2005
“Os Medíocres Só Estão Lá Porque Deixamos”
Assembleia da Republica.jpg </p>


Ora, está!



(imagem: “Assembleia da República” - http://www.cada.pt/)

publicado por DespenteadaMental às 14:36
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De DespenteadaMental a 11 de Janeiro de 2005 às 01:30
'sibylla', não generalize o que não foi generalizado. Ninguém, nem aqui nem no artigo, afirmou ou, sequer, insinuou que a AR é uma "cambada de medíocres". O que foi dito é que 'os medíocres' que lá existem (e existem alguns, sim) só lá estão porque nós deixamos. Aqui, sim, há uma certa generalização por parte do autor do artigo, na medida em que, como sabemos, eles chegam lá por via de listas sobre cuja elaboração não temos qualquer influência. Mas entendi o âmbito da ideia do articulista.
Quanto à "repetição do título", como você interpretou, não se tratou de repetição, mas, tão-só, de manter o título original(colocando-o entre aspas, portanto, como citação), uma vez que eu não ia desenvolver mais o assunto e optei por colocar o 'link' para o respectivo artigo, no jornal.
Expliquei-me bem?... Acredite que me empenhei.
Beijo.

De sibylla a 11 de Janeiro de 2005 às 00:54
Temos, então, na vossa interpretação deste texto, e num sistema semi-presidencialista como o nosso, o mais importante orgão de Estado considerado como uma cambada de medíocres!________ Permitam-me discordar em absoluto dessa interpretação. Não é isso que lá se diz. E a análise é, me si, bastante complexa, para se resumir à repetição do título.
Um bjo Despenteada

De DespenteadaMental a 9 de Janeiro de 2005 às 21:13
Pois é, 'mfc', agora, o que lhes ocupa o tempo não é a elaboração do programa de acção nem, por consequência, a divulgação dele. Soltam uns fogachos vistosos e pouco mais.
Quanto a frases bonitas, até eu, esforçando-me, as escreveria. Correr ao lado da Rosa Mota, também me disporia com algum à-vontade, mas daí a candidatar-me à AR vai uma distância imensa, tão grande quanto a minha consciência de incapacidade para um desempenho que não me envergonhasse.
Tenho mais vergonha do que ambição. Coisas!...
De mfc a 9 de Janeiro de 2005 às 21:00
Essa é uma grande verdade.
Mas atentemos agora no programa(ou na ausência dele) de quem se perfila(e nos vai) governar!
Que disseram que iam fazer?
Que medidas se propôem tomar?
Não basta uma frase bonita e correr-se na Foz alo lado de Rosa Mota!!!
De DespenteadaMental a 9 de Janeiro de 2005 às 20:36
'viceversa', contra o estado a que chegámos, o que está na nossa mão é muito pouco. Agora, só se fizéssemos, como nos quartéis - um levantamento de rancho. No caso concreto, para os cidadãos terem hipótese (e, se calhar, remota) de influenciar a situação teriam de ser militantes de qualquer partido, que era a forma de começar a influência pelo princípio - feitura das listas -, mas, além de remota, isso (militância obrigatória) iria contra a liberdade individual. Estamos mesmo a precisar de uma sabonária geral.
De DespenteadaMental a 9 de Janeiro de 2005 às 20:22
António Viriato, subscrevo as suas palavras. No essencial, a minha resposta ao '123de4' prova-o.
De DespenteadaMental a 9 de Janeiro de 2005 às 20:17
'123de4', concordo que "é mais fácil encontrar por exemplo 150 com qualidade que 250..", mas o problema principal não está no número de lugares, mas no espírito com que são elaboradas as listas para os preencher. E a culpa não é dos candidatos medíocres que, coitados, só querem um lugarzinho ao sol, mas de quem os deixa pensar que é para isso que a AR serve. E quem diz a AR, diz as autarquias, diz as empresas públicas e diz, até, as privadas, porque, hoje, já ninguém se priva de transformar lugares que deveriam ser de responsabilidade em moeda de troca sabe-se lá de quê. A falta de respeito por princípios básicos vai de cima a baixo e a culpa é de todos nós que 'andámos a dormir' e acordámos, agora, quando o lamaçal ameaça tragar-nos. Se algum mérito (será o único) este arremedo de governo vier a ter, será o de, pelo excesso de desvergonha, nos ter abanado e espevitado a indignação.
De viceversa a 9 de Janeiro de 2005 às 19:45
Eu recebi um e-amil da última conferência de imprensa do nosso 1º. onde nas bancadas eram só "gajas" boazudas e descascadas. Foi um curtir! Tá giríssimo. Quanto à tua frase, tens toda a razão, claro! Se temos direito ao voto, e se usufruirmos desse direito que foi conseguido desde há muito tempo com suor sangue e lágrimas, está na nossa mão.....
De Ant a 9 de Janeiro de 2005 às 19:21
Todos temos a nossa quota de responsabilidade, sem dúvida, mas em graus muito diversos. Perante, o presente espectáculo, cada vez mais deprimente e perigosamente degradante, deveremos pugar por curas mais radicais, a começar por uma purga extraordinariamente corrosiva, que afaste a legião de incapazes, no plano intelectual e no ético. Neste último, há que ser tão exigente como no primeiro, porque é por ele que aquele primeiro se perde ou se desbarata, tornando-se depois improdutivo. É preciso insistir neste propósito. Se não, cada vez nos afundamos mais e ainda terminamos em Condado...
De 123de4 a 9 de Janeiro de 2005 às 17:59
Quase completamente de acordo, atendendo que é mais fácil encontrar por exemplo 150 com qualidade que 250..
E agora que comecei nos blogs, vou estar atento ao teu...

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds